19/04/14     Boa tarde !
Hospital Central do Exército
Hospital Central do Exército



ASMA




O QUE É ASMA ?
COMO POSSO SABER SE TENHO ASMA?
O QUE É A CRISE DE ASMA?
O QUE FAZER NO MOMENTO DE UMA CRISE?
O QUE FAZER NO MOMENTO DE UMA CRISE?
O QUE FAZER PARA EVITAR AS CRISES?
COMO SABER QUE A ASMA ESTÁ SAINDO DO CONTROLE?
COMO A ASMA APARECE?
QUAIS SÃO OS "GATILHOS"MAIS COMUNS DE ASMA?
QUAIS SÃO OS REMÉDIOS USADOS NO TRATAMENTO?
AS BOMBINHAS FAZEM MAL AO CORACÃO?
O QUE É A CORTISONA ?
E AS VACINAS ?
PROFILAXIA DA ASMA
COMO POSSO AJUDAR NO TRATAMENTO
A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO NO TRATAMENTO DA ASMA
RINITE ALÉRGICA
O QUE É RINITE ALÉRGICA ?
COMO DIFERENCIAR UM RESFRIADO DA RINITE ALÉRGICA ?
PROFILAXIA DA RINITE
 

 





















                    Voltar





O QUE É ASMA ?
A asma (também conhecida como "bronquite asmática"ou "bronquite alérgica") é uma doença que acomete os pulmões e que se acompanha de uma inflamação crônica dos brônquios. Ocorre em cerca de 10% da população brasileira, sendo mais freqüente nas crianças.
A palavra asma deriva do grego "asthma ", com significado de "arquejante, sufocante ", e é utilizada desde os primeiros escritos de Medicina ( feitos por Hipócrates Araetaeus e Galeno ). Cada vez mais acredita-se que o médico não pode atuar sozinho, mas é fundamental que o paciente ( ou sua família ) também possa acompanhar o tratamento, colaborando ativamente e permitindo que se consiga o controle da doença.
O conhecimento da doença e uma das chaves para o sucesso terapêutico: cada paciente apresenta a "sua"asma, ou seja, a crise varia de pessoa para pessoa, podendo mesmo variar num mesmo indivíduo em diferentes fases de sua vida.

topo

COMO POSSO SABER SE TENHO ASMA?
Os sintomas principais da asma são: falta de ar, aperto no peito, cansaço, chiados, tosse persistente.
A asma tem diferentes maneiras de manifestar-se, desde crises fortes - facilmente reconhecidas - até sintomas leves que podem passar desapercebidos. Em alguns casos, a tosse é o único sintoma. Para reconhecer a asma e preciso aprender a conhecer as diferentes maneiras pela qual ela se manifesta:

topo

O QUE É A CRISE DE ASMA?
          A crise da asma pode ser assim descrita na maioria das vezes: "tosse improdutiva, respiração curta, cansaço, chiado, rosto suado, inquietação, choro, às vezes prostração ou vômitos ocasionais".
          Numa crise de asma, existe um obstáculo ao livre trânsito de ar nas vias aéreas. Os músculos lisos que circundam os brônquios estão contraídos(broncoespasmo), a mucosa que reveste as vias aéreas está inchada(edema) e as glândulas que produzem muco trabalham em excesso(gosma).
           Tudo isso ocorre porque desenvolve-se uma inflamação dos brônquios, o que faz com que as vias aéreas se tornem facilmente irritáveis e reajam exageradamente aos estímulos externos(alergia, poeira, fumaças, etc). O processo inflamatório também contribui para piorar a obstrução dos brônquios, mantendo a crise.
          É importante saber que a inflamação permanece, mesmo nos períodos de melhora. Por isso, o tratamento deve ser mantido, mesmo quando se ''esta fora da crise.

topo

O QUE FAZER NO MOMENTO DE UMA CRISE?
           Em primeiro lugar, é importante que o paciente(ou seus pais, no caso de crianças) estejam bem orientados sobre as crises, a fim de que permaneçam calmos, transmitindo segurança ao doente.
- Colocar a pessoa em lugar tranqüilo, procurando distraí-la
- Procurar observar os sintomas e reconhecer se a crise ée leve, moderada ou grave
- Sendo possível, procurar saber a causa dessa crise e afastar o motivo
- Iniciar logo a medicação já orientada pelo médico(cumprir seu plano de ação)
- Exercícios de relaxamento serão úteis
- Telefonar para o médico e colocá-lo a par da situação
- Observar a evolução da crise Se os sintomas não melhoram ou até mesmo agravam-se, recomenda-se procurar atendimento de emergência em pronto-socorro.

topo

O QUE FAZER PARA EVITAR AS CRISES?
          Aprender sobre a doença. Só assim o asmático(ou sua família) pode tornar-se um parceiro efetivo do médico no seu tratamento
- Procurar conhecer as causas e afasta-las se possível
- Reconhecer os sintomas da asma
- Procurar conhecer os medicamentos e saber como utilizá-los
- Cumprir o plano de ação estabelecido pelo médico

topo

COMO SABER QUE A ASMA ESTÁ SAINDO DO CONTROLE?
          Estes são sinais de piora da asma:
*Necessidade de usar a medicação de alívio com mais freqüência
*O efeito da nebulizacão(ou do spray) é curto e os sintomas voltam
*Não dormir bem ou já acordar pela manhã com chiados
*Dificuldade em cumprir as atividades diárias
PROCURE SEU MÉDICO!

topo

COMO A ASMA APARECE?
          A grande maioria das pessoas que chia e têm falta de ar possui uma condição genética que faz com que os brônquios reajam de maneira exagerada aos estímulos externos, que fazem com que os brônquios se contraiam, provocando o aparecimento de sintomas. Estes fatores variam de pessoa para pessoa e em alguns casos, numa mesma pessoa, para cada crise apresentada.
          As crises aparecem como resultado da interação entre uma predisposição(tendência) individual conjugada à esses fatores variados, que são chamados de desencadeantes(gatilhos) das crises. A identificação e controle de tais "gatilhos"é importante no manejo da asma: evitá-los ou controlá-los pode reduzir sintomas e à longo prazo, diminuir a inflamação das vias aéreas.

topo

QUAIS SÃO OS "GATILHOS"MAIS COMUNS DE ASMA?
            Assim como uma arma precisa de um gatilho para disparar, chama-se "gatilho"tudo aquilo que pode provocar sintomas de asma, atuando sobre vias aéreas sensíveis e "disparando"a crise.
           Entre os "gatilhos"mais comuns, citam-se:
           - POLUICÃO EXTRADOMICILIAR: é definida como acúmulo atmosférico de substâncias em um grau que se torna prejudicial a humanos, animais e plantas. Seu controle escapa às pessoas e ao médico. O efeito dos poluentes sobre a asma ainda não está completamente estabelecido, mas em alguns casos pode piorar sintomas.
          Determinadas condicões climáticas também podem afetar asmáticos. É comum dizer-se que alguém piorou devido à "mudanca do tempo".
           - ALERGIA: É mais comum nas crianças e adolescentes. No Brasil, a participação de pólens é pobre, sendo mais freqüente a sensibilização à poeira domiciliar e aos ácaros ambientais.
          Na verdade o que se chama de poeira domiciliar compreende um acúmulo de matérias (vivas ou inertes) como fibras de tecidos, restos alimentares, fragmentos e fezes de baratas, escamas de pele humana e animal, pólens, insetos, ácaros, bactérias e fungos. É o alérgeno mais importante para o aparelho respiratório.
          Os ácaros ocupam posição de destaque como provocadores de sintomas alérgicos e no Brasil citam-se pelo menos sessenta espécies de ácaros, em especial: dermatophagoydes pteronissimus, dermatophagoydes farinae, blomia tropicalis, ácaros de estocagem. Estes seres microscópicos desenvolvem-se predominantemente em climas úmidos e moderadamente frio, sendo suas fezes as principais causadoras de asma(bolotas fecais).
          Clima ameno e úmido predominante no período de inverno em grande parte do território brasileiro e fator auxiliar na reprodução destes ácaros e no aumento da incidência de asma nesses períodos.
          A sensibilidade aos antígenos da barata - em especial a Blatela germanica e a Periplaneta americana tem sido estudada como importante alérgeno em residências, principalmente entre populações urbanas carentes.
          Os animais domésticos, em especial o cão e o gato podem atuar como desencadeantes de crises, não apenas em função do pêlo, mas também da saliva e urina desses animais.
          Os mofos ou bolores são constituídos por fungos, sobretudo do grupo Aspergillus, Alternaria, Penicilium, Cladosporium, podendo ser encontrados no ambiente domiciliar.
          A inalação passiva de fumaça de tabaco representa, principalmente para a criança uma grande causa de provocação ou de piora de crises de asma no ambiente domiciliar. A fumaça de cigarro e extremamente irritante para a mucosa respiratória do asmático.
          - INFECÇÕES: As infeções respiratórias, em especial aquelas causadas por vírus(exemplo: gripes ou resfriados) são importantes gatilhos de crises. Outras infeções crônicas, como as sinusites podem provocar crises.
          - EXERCÍCIO: Alguns asmáticos, em especial , as crianças e adolescentes, podem apresentar crises após exercícios físicos, como a corrida e o futebol, necessitando de medicação específica.
          - MEDICAMENTOS: a asma por determinados remédios e mais comum em adultos, não sendo obrigatória a história de episódios anteriores da doença. Citam-se a asma por aspirina, por determinados antinflamatorios, etc.
          - ADITIVOS: Substâncias contidas em alguns alimentos artificializados são chamados aditivos alimentares e podem causar crise de asma. O exemplo mais característico e o dos sulfitos.
          - HORMÔNIOS: o exemplo clássico e a asma da grávida. Citam-se também casos mais raros com pílulas anticoncepcionais e determinados hormônios.
          - IRRITANTES: a inalação de fumaças, perfumes, odores ativos, ar frio, poluição , gazes, aerossóis podem, em alguns casos, provocar asma.
          - FATORES OCUPACIONAIS: a asma pode advir de substâncias inaladas em ambiente de trabalho, com ou sem mecanismo alérgico associado.
          - ALIMENTOS: a asma causada por alimentos e rara, mas pode ocorrer em determinados casos, como a asma por leite no lactente.
          - REFLUXO GASTRO-ESOFÁGICO: e um processo patológico onde há regurgitação do alimento ingerido do estômago para o esôfago, levando ao surgimento de esofagite e em alguns casos atuando como causa de crises de asma.
          - ASPECTOS EMOCIONAIS: embora não possa ser considerada uma "doença nervosa", a asma interrelaciona-se intimamente com os aspectos emocionais do doente, podendo surgir crises nos momentos de stresss. Por outro lado, a continuação crônica da doença pode deixar o paciente mais ansioso, atuando sobre seu psiquismo.

topo

QUAIS SÃO OS REMÉDIOS USADOS NO TRATAMENTO?
          Os medicamentos indicados para o tratamento da asma podem ser incluídos em dois grupos:
          - MEDICAMENTOS DE ALíVIO: - que como o nome indica, são aqueles usados para obter alívio imediato dos sintomas: são os broncodilatadores. Agem relaxando os brônquios e provocando broncodilatacão. Estes remédios atuam apenas no momento imediato da crise mas não tratam a causa da asma.
          - MEDICAMENTOS PREVENTIVOS OU ANTINFLAMATÓRIOS: são remédios que atuam na inflamação dos brônquio. Tratam a causa da asma porque diminuem o processo inflamatório das vias aéreas. Devem ser utilizados mesmo na ausência de sintomas.

topo

AS BOMBINHAS FAZEM MAL AO CORACÃO?
          A asma e uma doença das vias respiratórias e portanto, o tratamento inalado e o ideal, pois atua diretamente sobre as partes afetadas pela doença. Além disso, o efeito é mais rápido, as doses são menores e os efeitos são mais discretos. Chama-se de tratamento inalado quando se utiliza bombinhas(sprays ou aerossóis) ou ainda nebulizadores.
          Ainda se ouve falar que "bombinhas fazem mal ao coração", "viciam", etc. Isso não é correto. Na realidade, a "bombinha"é a maneira de administrar os remédios para a asma. Podem ser utilizadas sem problemas em crianças e pessoas com problemas de saúde como hipertensos, diabéticos ou mesmo em grávidas, desde que sejam utilizadas da maneira correta e sob orientação do médico.
          Existem bombinhas apenas para atuar nas crises(para alívio dos sintomas) e outras que se destinam a prevenir sintomas(antinflamatórias). O uso regular dos sprays preventivos diminui a longo prazo a inflamação dos brônquios, levando a uma melhora geral da doença.
          · O fundamental é que estes medicamentos sejam usados sob orientação do médico, sendo os pacientes educados sobre a maneira correta de uso, aprendendo a evitar o abuso, que pode ter consequências desagradáveis.

topo

O QUE É A CORTISONA ?
          Cortisona é o nome comum para todos os medicamentos pertencentes ao grupo dos corticosteróides,. É utilizada como medicamento há mais de trinta anos, e desde a sua descoberta reduziram-se os dados sobre a gravidade e mortalidade de asma.
          A cortisona é o medicamento que melhor atua na inflamação dos brônquios e está indicada de maneira imperativa nas crises fortes e graves. Acredita-se que uma das causas do aumento da mortalidade pela asma seja o medo de iniciar-se a cortisona deixando que uma crise possa piorar e complicar-se.

topo

E AS VACINAS ?
          O objetivo principal do tratamento é controlar a asma, permitindo uma vida normal ao asmático.
          O propósito das vacinas utilizadas no tratamento da asma é diminuir a sensibilidade à certos agentes provocadores das crises (antígenos) que são impossíveis de serem retirados da vida do alérgico, como por exemplo a poeira de casa. Apesar das medidas de controle ambiental, alguns asmáticos necessitarão também de usar vacinas específicas para tratamento da doença. O tratamento com vacinas é prolongado, utilizando-se injeções periódicas subcutâneas com doses crescentes do antígeno.

topo

PROFILAXIA DA ASMA

CONTROLE DA POEIRA E DOS ÁCAROS
          - Quarto de dormir arejado e ensolarado, sem tapetes, carpetes ou objetos que juntem pó. Cortinas leves e lavadas freqüentemente.
          - O piso de toda a casa deve ser de material sintético ou de madeira. Não sendo possível retirar o carpete, coloque material de proteção.
          - Colchões, travesseiros e almofadas recobertos com plástico. A cama deve estar afastada da parede. Coloque livros e objetos em armários fechados.
          - Limpeza da casa com pano úmido(principalmente os cantos do quarto, beiradas e estrados da cama). Evite produtos de limpeza com cheiro ativo, preferindo álcool.
          - Evite roupas e cobertores de lã ou com pêlos. Lavar os cobertores em água quente a cada duas semanas. Agasalhos recomendados: malha, moleton, nylon ou couro.
          - Evite permanecer em cômodos úmidos, fechados, lidar com papeis, roupas e objetos guardados por muito tempo.
          - Evite animais de pêlo ou pena dentro de casa. Caso você possua animais, mantenha-os limpos, impedindo acesso aos quartos, camas ou sofá.
          Não fume nem permita que fumem perto de você ou de seu filho.
          Os gelados, sorvetes e chocolates, são permitidos livremente.

topo

COMO POSSO AJUDAR NO TRATAMENTO
          Nenhum tratamento pode dar certo se não contar com a insubstituível colaboração do próprio paciente e/ou de sua família.
          · Em primeiro lugar, aceitar a doença crônica, procurar entender o seu controle e cumprir o plano de tratamento.
          · Conscientizar que a criança que tem asma: não necessita de mimos exagerados mas precisa de apoio e segurança nos momentos da crise.
          · O erro mais comum é preocupar-se em tratar apenas nas crises: o ideal é prevenir!
          · As instruções médicas devem ser respeitadas e discutidas com o médico: as medidas de controle ambiental, a proibição do fumo são fundamentais.
          · Desenvolver o estímulo da vida ao ar livre, esportes, brincadeiras do dia a dia (bicicleta, jogar bola, etc )
          · Não estabelecer proibições descabidas. É PROIBIDO PROIBIR SEM RAZÃO!
          · Evitar atitudes negativas ("olha o que você nos faz passar!")
          · Evitar a automedicação, ou as tricas constantes de tratamento. Dê um tempo ao médico para que ele possa atuar!

topo

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO NO TRATAMENTO DA ASMA
          A educação do paciente e de sua família é uma dos aspectos mais importantes do tratamento da asma.
          · O papel do médico deve ser informar, educar, orientar sobre a doença, sua cronicidade, além de empenhar-se juntamente com o paciente e/ou sua família na institui da terapia. Presume-se como família cônjuges, filhos e no caso de crianças pais avós e tios além dos professores e pessoas que cuidam da criança na ausência dos pais. Quanto mais pessoas estiverem bem orientadas, melhir o resultado do tratamento!
          · Os fatores emocionais, embora não sejam a única causa da doença, atuam como detonadores de crises. É fundamental que se avalie a importância do fator emocional: algunsnegam a doença, outros minimizam, outros desenvolvem raiva, pânico, insegurança, culpa, rejeição, depressão, procura de soluções mágicas.
          · Estes sentimentos podem ser perigosos pois impedem que a pessoa faça o tratamento corretamento.
          · Cabe ao médico atuar em conjunto com a família e a comunidade, reconhecendo os sentimentos envolvidos, trabalhando-os em equipe para uma aceitação positivada doença. Veja bem, "carregar uma cruz", mais sim uma procura saudável de soluções para cada caso.
          · O pacienete bem orientado (ou sua família ) tem mais segurança, interna-se menos, tem melhor qualidade de vida!

topo

NÃO ENTRE EM CRISE

RINITE ALÉRGICA
          É hora de desconfiar que não é realmente gripe o que se está sentindo, mas sim a rinite alérgica que apesar de assemelhar-se a um estado gripal, tem mecanismos e causas diferentes. A rinite é uma das enfermidades alérgicas mais frequentes, acometendo cerca de 20% da população, entre adultos e crianças. É na verdade uma manifestação derivada da sensibilidade exagerada da mucosa nasal. Seus sintomas principais são: espirros repetidos, coriza ("nariz escorrendo"), congestão (entupimento) e coceira no nariz, que pode ser intensa.
          · O maior problema é que o nariz habitualmente não é valorizado pelas pessoas, que conseguem conviver (e tolerar) um incômodo nasal por longo tempo, porque acreditam (erradamente) que este não é um problema sério.
          · Além disso, vivemos atualmente em grandes cidades, muitas vezes em ambientes poluídos, inadequados, que perpetuam uma agressão ao processo respiratório.

topo

O QUE É RINITE ALÉRGICA ?
          A rinite alérgica é definida como uma inflamação do revestimento interno do nariz (mucosa nasal), caracterizada pelos seguintes sintomas: coceira, irritação do nariz, espirros, coriza e obstrução ( entupimento).

topo

QUE CAUSA A RINITE ALÉRGICA
          A alergia nasal depende da sensibilidade individual da pessoa face ao alérgeno, como por exemplo alguns inalantes, como a poeira doméstica e seus ácaros.

topo

COMO A RINITE SE MANIFESTA ?
          - Espirros repetidos
          - Coriza líquida e transparente, quase aquosa - em geral abundante. Coceira nasal insistente (às vezes coçam também os olhos, os ouvidos, céu da boca e a garganta).
          - A mucosa nasal encontra-se congestionada, as narinas entopem. Esta obstrução pode ocorrer ora em uma narina, ora em outra.
          - Os olhos encontram-se muitas vezes avermelhados, irritados, lacrimejando e coçando.
          - Freqüentemente a pessoa apresenta olheiras, principalmente as crianças.
          - É comum a sensação de escorrimento da secreção pela parte de trás do nariz, conhecido pelo nome de gotejamento pós-nasal, que pode provocar pigarro ou tosse insisntente.

topo

COMO DIFERENCIAR UM RESFRIADO DA RINITE ALÉRGICA ?
          · resfriado comum (ou gripe) é geralmente causado por vírus, acontecendo ocasionalmente. Transmite-se por contágio, comprometendo, então, várias outras pessoas numa mesma época. Costuma-se acompanhar de febre, mal estar, dores no corpo, falta de apetite.
          · a rinite alérgica, não é infeciosa, não se transmite pelo contágio e relaciona-se com causas específicas, como a poeira, o môfo, etc. Na maioria das vezes não têm sinais gerais, não se acompanhando de febre. Os sintomas podem acontecer por período prolongados, com piora nos meses frios e nas mudanças de temperatura.

NÃO ESTABELEÇA PROIBIÇÕES DESCABIDAS.

          · ALÉRGICO BEM ORIENTADO PODE TER UMA VIDA NORMAL, SEM GRANDES RESTRIÇÕES, DESDE QUE ORIENTADO PELO MÉDICO ESPECIALISTA.

topo

PROFILAXIA DA RINITE

CONTROLE DA POEIRA E DOS ÁCAROS
          - Quarto de dormir arejado e ensolarado, sem tapetes, carpetes ou objetos que juntem pó. Cortinas leves e lavadas freqüentemente.
          - O piso de toda a casa deve ser de material sintético ou de madeira. Não sendo possível retirar o carpete, coloque material de proteção.
          - Colchões, travesseiros e almofadas recobertos com plástico. A cama deve estar afastada da parede. Coloque livros e objetos em armários fechados.
          - Limpeza da casa com pano úmido(principalmente os cantos do quarto, beiradas e estrados da cama). Evite produtos de limpeza com cheiro ativo, preferindo álcool.
          - Evite roupas e cobertores de lã ou com pêlos. Lavar os cobertores em água quente a cada duas semanas. Agasalhos recomendados: malha, moleton, nylon ou couro.
          - Evite permanecer em cômodos úmidos, fechados, lidar com papeis, roupas e objetos guardados por muito tempo.
          - Evite animais de pêlo ou pena dentro de casa. Caso você possua animais, mantenha-os limpos, impedindo acesso aos quartos, camas ou sofá.
          Não fume nem permita que fumem perto de você ou de seu filho.
          Os gelados, sorvetes e chocolates, são permitidos livremente.

topo

 

Voltar

Hospital Central do Exército